TÍTULO DA SARDINHA: Arquiteto Sardinha

ANO: 2016

TÉCNICA USADA: Digital

CATEGORIA: Monumento/Arquitetura

CLIENT: EGEAC

TEAM:  Filipa Castelão

SINOPSE: Reflexão de alguns ícones da Arquitetura contemporânea Portuguesa, com humor e abstração, que têm contribuído para o evoluir das nossas cidades, bem como para a melhoria da qualidade de vida e bem-estar. Descobrir um arquiteto é um processo de exposição pessoal incrível, de partilha dos nossos maiores segredos e ambições perante alguém que por vezes não nos é próximo, com o objetivo de juntos desenvolvermos algo único e irrepetível. A arquitetura realizada em Portugal é sinónimo desse evoluir, abertura de mente e postura. A sardinha encontra assim um novo mundo fabricado com edifícios que cosem as nossas cidades, tornando-as ainda mais bonitas, transitáveis e apelativas.

TÍTULO DA SARDINHA: Deixem as Sardinhas voar !

ANO: 2016

TÉCNICA USADA: Digital

CATEGORIA: Popular

CLIENT: EGEAC

TEAM:  Filipa Castelão

SINOPSE: Rafael Bordallo Pinheiro introduziu as andorinhas de cerâmica no imaginário popular português, transformando-as num ícone do folclore nacional presente na decoração de fachadas, chaminés e varandas um pouco por todo o país, como símbolo de amor, lealdade e fidelidade na memória colectiva Portuguesa. As andorinhas são aves migratórias que percorrem 10.000km para voltar sempre a um determinado local onde foram felizes, procurando construir o seu ninho sempre no mesmo sítio todos os anos. A andorinha assume assim um simbolismo enraizado com valores como Família, Lar e Amor. Pretende-se interligar e construir uma sardinha com esta memória tão intrínseca do que é o artesanato e cultura Portuguesa, apelando-se ao voo dos Portugueses !